Anitta terá que pagar 2,8 milhões de reais a ex-empresária

Em paralelo, a cantora acusa na ação de prestação de contas que ajuizou contra a empresa, que a ex-empresária desviou dois milhões, 479 mil, 301 reais, fato ainda não comprovado

sab, 12/08/2017 - 14:27
Paulo Uchôa/LeiaJáImagens/Arquivo Paulo Uchôa/LeiaJáImagens/Arquivo

Ainda que com prestígio cada vez maior, Anitta tem um antigo problema a resolver. Em junho, a juíza Flávia de Almeida Viveiros de Castro, da 6ª Vara Cível da Barra da Tijuca determinou que a cantora depositasse um milhão, 282 mil, 747 reais e 61 centavos em conta judicial como garantia de ação de cobrança movida por sua ex-empresária, Kamila Fialho, da K2L Empreendimentos Artísticos.

Agora, em nova decisão da juíza, com base no Índice Geral de Preços do Mercado (IGPM), a quantia a ser desembolsada por Anitta passa a ser de dois milhões, 820 mil, 221 reais e 20 centavos.

O valor anterior levava em conta um laudo elaborado em 31 de maio de 2016. A princípio, foi apurado que o valor da multa contratual a ser recebida pela K2L era de 9 milhões, 646 mil, 222 reais e sete centavos. Hoje, com os juros e o IGPM atualizados, a quantia a ser pega chega a 11 milhões, 188 mil, 685 reais e 66 centavos.

Em 2015, Anitta já havia feito um depósito em juízo no valor de três milhões de reais, que atualizado com base na decisão da justiça em julho chega a quatro milhões, 222 mil, 249 reais e oitenta e um centavos.

Em paralelo, Anitta acusa na ação de prestação de contas que ajuizou contra a empresa, que a ex-empresária desviou dois milhões, 479 mil, 301 reais, fato ainda não comprovado. Hoje, esse valor seria de quatro milhões, 146 mil, 224 reais e 65 centavos.

Com a nova determinação judicial, o valor atualizado em conta judicial corresponde à diferença entre o valor da multa contratual atualizada e o que a cantora diz ser seu crédito, menos o valor já depositado em 2015, um total de oito milhões, 714 mil, 699 reais e 11 centavos.

São muitos milhões em jogo mesmo!

COMENTÁRIOS dos leitores