Tópicos | pastor

O deputado federal Marco Feliciano (PSC), por meio do seu facebook, deixou uma mensagem para a igreja evangélica. Feliciano, que também é pastor, disse que os evangélicos poderiam definir qualquer eleição, mas que não existe uma liderança. “Deixo uma mensagem para que a igreja pense e repense a sua maneira de fazer política. Somos 30% do país, isso dá cerca de 60 milhões de evangélicos. Poderíamos hoje definir qualquer eleição, mas nós não temos uma liderança”. 

Feliciano falou sobre a rivalidade que existe entre alguns religiosos. “Se procuramos o pastor da igreja A, o pastor da igreja B fica bravo, Se procuramos o pastor da igreja B, o pastor da igreja C fica triste conosco, ou seja, não há como falar com o movimento evangélico nacional porque nós não temos liderança, ora de pensar isso, hein? “, ressaltou o deputado. 

##RECOMENDA##

“Eu me lembro que, em 2013, a presidente Dilma mandou me chamar através dos seus assessores e disse que falar com a igreja católica nós chamamos a CNBB e falamos com todos os católicos do Brasil, mas para falar com os evangélicos, quem nós procuramos?”, recordou. 

Marco Feliciano se definiu como “um pastor sem pedigree” e garantiu que não possui apoio das grandes instituições religiosas. “Vocês sabiam disso? Notem que quando se aproxima o ano eleitoral, simplesmente eu desapareço dos grandes púlpitos do estado de São Paulo. Eu não tenho apoio dos grandes líderes para campanha política, por exemplo, mas eu tenho o apoio do povo porque represento com alegria e que me sustentam com suas orações”. 

Ele ainda lembrou que recebeu 400 mil votos na eleição de 2014, sendo o terceiro deputado federal mais votado em São Paulo e o quarto parlamentar mais votado do Brasil. 

A Polícia Civil detalhou, na manhã desta segunda-feira (16), a prisão de um pastor de 52 anos, da Igreja Pentecostal Shalon, acusado de estuprar sete crianças no bairro do Ibura, Zona Sul do Recife. Mesmo com os depoimentos das crianças convergindo, o pastor nega as acusações. A prisão ocorreu na última sexta-feira (13) na Cohab, Zona Sul. 

Quatro das vítimas de Valdenio Gomes da Silva eram netas de sua esposa. As crianças tinham idade entre 7 e 11 anos. 

##RECOMENDA##

Segundo o delegado Darlson Macedo, titular da Delegacia de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), os abusos ocorriam em encontros dominicais. "Ele aproveitava-se desses encontros dominicais sob o pretexto de evangelizar essas crianças e durante a atividade de recreação levava as meninas para uma piscina de plástico que alugava e praticava o abuso", resume o delegado.

Também há relatos de estupro na praia. De acordo com Macedo, Valdenio levava as crianças para o mar em uma área em que elas não alcançavam o solo e precisariam abraçá-lo. O pastor abusava as menores alisando as partes íntimas, mas há um registro de prática de sexo oral.

As crianças deram depoimentos para uma equipe especializada. O primeiro inquérito envolve quatro vítimas, mas outras três já foram ouvidas. As últimas três crianças não se conheciam e ainda assim deram versões convergentes. Na última quinta-feira (12), a polícia recebeu informações de uma mulher que teria sido abusada pelo homem na adolescência, indicando uma prática de longa data, mas as investigações ainda estão no início. "Ele cometia abusos de uma maneira covarde. Trata-se de um abusador serial, um abusador contumaz", completa o delegado.

Valdenio foi encaminhado ao Centro de Observação e Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife. Ele vai responder por ato libidinoso com menor, com pena que vai de oito a 15 anos por vítima.

Na tarde da última sexta-feira (13), um pastor evangélico suspeito de estuprar sete crianças foi preso pela Polícia Civil. O homem, que não teve o nome divulgado, tem 52 anos e atuava em uma Igreja Pentecostal localiza no bairro do Ibura. A prisão ocorreu no bairro da Cohab, Zona Sul do Recife.

A polícia iniciou as investigações após denúncias realizadas por familiares das vítimas, todas menores de 12 anos, que participavam da mesma congregação do religioso e costumavam frequentar a residência do pastor nos finais de semana.

##RECOMENDA##

As denúncias foram registradas pelo Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), Zona Oeste da cidade, que é responsável pelas investigações.

Foi preso na última sexta (16) o pastor evangélico Felipe Costa Silva, 52 anos, acusado de estuprar seis crianças, que frequentavam sua igreja. Segundo a polícia, o suspeito filmava e fotografava os crimes para mostrar para outras vítimas.

Batizada pela polícia cearense de "Dedo de Deus", a operação para prender o pastor teve suas investigações iniciadas em julho de 2016. Vários arquivos com cenas de sexo explícito foram encontradas no celular do suposto estuprador, que teve prisão preventiva decretada por 10 dias. Se ficar provada sua culpa, o pastor pode pegar uma pena de 90 anos de reclusão.

##RECOMENDA##

Em entrevista ao jornal O Povo, o delegado Levy Louzada disse que os crimes ocorriam quando Felipe Silva visitava filhas ou netas de seus seguidores, com a justificativa de orar por elas. Os fiéis confiavam tanto no pastor que o deixavam visitar as meninas mesmo quando não estavam em casa.

Pastor da Igreja do evangelho Quadrangular de Belo Horizonte, Wilson Jorge Ferreira, de 51 anos, foi preso acusado de abusos sexuais contra mulheres que frequentavam a igreja. Relatos apontam que o suspeito teria feito mais de 10 vítimas; há informação de que ele violentou, durante quatro anos, uma menina que, no início desses abusos, tinha apenas 12 anos de idade. O pastor foi preso em casa. O templo religioso era o local onde a maioria dos crimes aconteciam. O acusado é conhecido como 'maníaco da orelha'.

Em entrevista ao Correio Brasiliense, a delegada Larissa Mascotte informou que o acusado se aproveitava da posição de pastor para amedrontar as vítimas; dizia que iria ficar impune e que tinha muitos amigos policiais e autoridades. Tudo isso na tentativa de fazer com que as vítimas sentissem medo de enfrentá-lo. A delegada informou que até nos cultos ele tentava desacreditar as mulheres perante a igreja.

##RECOMENDA##

Ainda conforme Larissa, o pastor agia há cerca de 10 anos. Outros dois pastores foram intimados para prestar esclarecimentos e um deles é suspeito de acobertar os atos do colega. O pastor não respondeu à imprensa, negou todas as acusações e ainda afirmou que mantinha uma relação com as vítimas de pai para filha ou de pastor para ovelha, conforme explicitado pela delegada ao Correio Brasiliense. 

Após quatro dias desaparecido, um pastor evangélico da Assembleia de Deus Missão, de São José dos Campos-SP, confessou para a polícia que simulou um sequestro. Ainda segundo os policiais, ele pediu resgate de três bitcoins para a família, cujo valor unitário estava cotado em cerca de R$ 35 mil na quinta-feira (1º), data em que ele se apresentou. 

O pastor estava desaparecido desde a segunda-feira (26), quando foi visto no bairro Vista Verde, zona leste da cidade, onde encontrou com outro pastor, segundo o G1. Inicialmente, Alexandre Geraldo dos Anjos, conhecido como Sandro, de 34 anos, foi até a delegacia dizendo ter sido sequestrado, mas conseguido fugir do cativeiro.

##RECOMENDA##

O homem foi encaminhado para uma delegacia especializada, onde confessou que o sequestro era falso após ser pressionado. Segundo a Polícia Civil, uma denúncia informava que o pastor tinha almoçado em um restaurante no período em que estava como desaparecido. Uma equipe foi até o local, pegou filmagens e confirmou que o homem almoçava de forma tranquila. 

De acordo com o G1, o pastor relatou que estava com dívidas e precisava de dinheiro para quitá-las. A família não chegou a pagar o valor do resgate. Alexandre foi ouvido e liberado. Ele deverá responder por estelionato.

Em um vídeo compartilhado em sua página no Facebook, o pastor e deputado federal Marco Feliciano criticou o sucesso de Pabllo Vittar. De acordo com Feliciano, a "ascensão" da artista serve como uma espécie de "alerta" para a sociedade cristã. Segundo ele, o espaço para a cantora na mídia é estratégia política para a bancada LGBT. "Com distanciamento cada vez maior dos valores, família, do moral e dos bons costumes, da honestidade, princípios e outros valores fundamentais, grupos de comunicação aproveitam essas mazelas para projetar suas táticas, nomes para os representar, como fizeram antes", diz em vídeo.

"O alerta é para a sociedade conservadora: atenção, sinto que tais grupos defensores e propagadores da ideologia de gênero estarão tentando eleger representantes em cada Estado desse país. Adivinha pra quê? Para produzir leis para defender a promiscuidade, cartilhas de ensinamento de sexo para nossas crianças, cotas em universidades para transexuais transgêneros, como já acontece", complementa o deputado.

##RECOMENDA##

De acordo com Marco Feliciano, a sociedade corre risco de que a bancada LGBT cresça de forma significativa. "Passamos a ver um homem travestido de mulher com a cara estampada em latas de refrigerante, ganhando prêmios na TV, uma atleta transgênero tendo os holofotes da mídia por ser melhor que as atletas mulheres e um lutador de MMA ganhando de mulheres no ringue".

"Num boom que os coloca acima de nós, meros mortais, eles estão sendo alçados a uma categoria superior a nós que nascemos com sexo definido, como alertei em 2013. Eles não querem direitos, querem privilégios e os conseguiram. O Big Brother já projetou líderes assim lembra disso?", continua o deputado, citando indiretamente o colega de Legislativo Jean Wyllys, vencedor de uma edição do reality show.

Insinuando algo planejado, Marco Feliciano diz: "Trata-se de uma imposição crescente da agenda do governo mundial da Nova Era, que tenta impor a ideologia de gênero e possui táticas e estratégias para atacar a família tradicional".

Confira o vídeo:

[@#video#@]

Mais um projeto de lei de autoria do deputado federal Pastor Eurico (PHS), desta vez, visa defender os animais. A proposta tem como objetivo coibir a "prática abusiva" em alguns rituais religiosos prevendo detenção de três meses a um ano, além de multa, para quem cometer “ato de abuso, maus tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, em virtude da realização de rituais religiosos”.

O parlamentar ressaltou que é preciso proteger os animais. “E não submetê-los à crueldade, o que acontece nos rituais religiosos, onde os animais continuam sendo sacrificados, apesar de haver proibição legal”, ressaltou.

##RECOMENDA##

Eurico explicou que o projeto não interfere na liberdade de crença e culto, mas salientou que o direito à liberdade religiosa não pode permitir uma conduta que ameaça a fauna. “Apesar de já haver previsão legal e constitucional para se proibir quaisquer formas de maus-tratos. As práticas o sacrifício animal é realizado por conta da má interpretação da liberdade de culto e de crença”. 

De acordo com a a matéria, caso ocorra a morte do animal, a pena será aumentada de um sexto a um terço. 

 

O influente pastor evangélico americano Billy Graham, conselheiro espiritual de inúmeros presidentes, morreu, aos 99 anos, informou nesta quarta-feira (21) a família à imprensa local.

William Franklin Graham Jr, o pregador mais conhecido do mundo, morreu na manhã desta quarta na Carolina do Norte (sudeste) e, graças a seu carisma, conseguiu atrair as massas, que o seguiam através de seus programas de rádio e televisão.

Em mais um ano legislativo, o deputado estadual Cleiton Collins (PP) vai continuar com o que chama de “missão” contra as drogas. Em entrevista ao LeiaJá, o parlamentar que também é pastor disse que esse trabalho vai muito além de um “projeto político”. “A política, se passar, essa missão continua. É uma coisa que está dentro de mim”, ressaltou. 

Segundo Collins, a questão da violência no Brasil tem ligação com as drogas. “É uma questão emblemática nacional por falta de políticas públicas. Ficou muito aberta, muito vulnerável as nossas fronteiras, daí entrou muita arma e muita droga. Isso gerou violência porque a grande culpa da violência no Brasil é justamente o aumento no consumo de drogas”.

##RECOMENDA##

O deputado relembrou que o Brasil é um dos maiores consumidores de cocaína e crack do mundo. “Por tudo isso, não é necessário apenas a questão da repressão, mas justamente políticas de oportunidades. Os jovens precisam de oportunidades, essas classes mais sofridas precisam de inserção na sociedade”. 

Para Cleiton Collins, é possível unir governo, empresários e a população de um modo geral nesse combate. “Eu acredito que o problema da droga tem solução sim, eu acredito nisso”, salientou. 

Em junho do ano passado, durante um evento realizado na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), a esposa de Cleiton, a vereadora do Recife Michele Collins (PP), chegou a desabafar ao falar sobre o tema e disse que teve a experiência de ter tido o seu marido viciado em droga.

No discurso, a vereadora contou que sofreu na pele porque Cleiton só fazia sofrer. “Mas graças a Deus ele conseguiu se libertar das drogas e hoje através da vida dele milhares de jovens têm conseguido também alcançar essa oportunidade”, ressaltou Michele na época.

Depois que a atleta Tiffany Abreu se tornou a primeira atleta transexual a atuar na Superliga Feminina de Vôlei, no time do Bauru, o debate sobre transgêneros no esporte tem gerado muita repercurssão. Nessa terça-feira (13), o Pastor Silas Malafaia usou seu perfil no Twitter para classificar como "absurda" a participação da transexual na liga.

"ABSURDO! Ver um transsexual, muito mais homem do q mulher, disputar a liga de vôlei feminino. Superioridade de força, musculatura. MUNDO LOUCO", escreveu Silas em uma das suas três publicações sobre o assunto. "VERDADE ABSOLUTA! Um transexual nunca, nunca, será 100% homem ou 100% mulher. Não pode participar de uma liga feminina. RIDÍCULO! VERGONHOSO!", continuou. "OPINIÃO DA FOLHA É RIDÍCULA! Direitos humanos para um transsexual disputar a liga de vôlei feminino, e as mulheres em desvantagem é o que?", finalizou. Confira uma das três publicações feita pelo pastor em sua conta oficial no Twitter:

##RECOMENDA##

[@#video#@]

Na tentativa de furtar um botijão de gás e algumas roupas de uma igreja evangélica, situada no Bairro Getúlio Vargas, em Aracaju, o suspeito foi imobilizado pelo pastor e o vigilante que estavam no local. O caso aconteceu na madrugada desta terça-feira (6).

Segundo apurado pela TV Sergipe, os homens perceberam que a cerca elétrica estava rompida e conseguiram segurar o suspeito até a chegada da polícia. Os agentes prenderam o acusado em flagrante delito.

##RECOMENDA##

O recesso parlamentar da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) terminou na semana passada e a pergunta que fica agora é como irão se movimentar os deputados estaduais na busca da reeleição ou outras pretensões maiores na disputa eleitoral deste ano. A maioria ainda busca a discrição e não comenta sobre o assunto, mas uma coisa é certa: a corrida em busca de sair vitorioso na eleição que acontece em outubro já começou.

Em entrevista ao LeiaJá, concedida nesta segunda-feira (5), o deputado estadual Cleiton Collins (PP), que também é pastor, afirmou que está orando e que aguarda a “direção” de Deus antes de dar qualquer passo. 

##RECOMENDA##

“Estou pedindo bastante direção a Deus para saber qual vai ser. Eu faço muito disso. As pessoas querem saber e, às vezes, até o meu próprio partido, e eu falo que estou orando, estou buscando a direção de Deus para ver o que ele quer para mim, mas na verdade quero continuar melhorando o que a gente já está fazendo e seguindo o caminho. Estamos aí para ver se vai ser de deputado [reeleição], enfim tem muita água para rolar debaixo da ponte”, contou. 

O deputado também falou que o seu partido está se estruturando a cada dia com o objetivo de consolidar “uma grande chapa”. “Uma chapinha boa e competitiva. Por isso, estamos aí com os parlamentares tentando ajudar”. Collins ainda ressaltou que o momento agora é de continuar a trabalhar para ajudar Pernambuco. “A gente está na liderança da bancada e esse é o foco: ajudar o governo no que for preciso, pensar no estado porque atravessamos muitas dificuldades, mas eu acho que está melhorando, que está começando a clarear. Essa é a nossa missão aqui”. 

O deputado finalizou afirmando que a sua luta contra as drogas vai ser cada vez mais intensificada, principalmente no que se refere às comunidades terapêuticas. “Para tentarmos ajudar a combater a violência. Estamos criando algumas ideias para reunir jovens em uma política de prevenção nas escolas e também queremos reunir uma grande quantidade de escolas na Arena de Pernambuco para a gente desenvolver uma atividade com os adolescentes nesse sentido. Na semana passada, quatro jovens que estavam desesperados querendo sair do mundo do crack me procuraram, então estou focado em ajudar”. 

Ao comentar um suposto projeto que visa criminalizar a evangelização na Bolívia, o deputado federal Pastor Eurico (PHS) aproveitou para fazer uma declaração duvidosa para muitos, diante do atual cenário político brasileiro. O parlamentar falou que há uma bíblia exposta na mesa diretória da Câmara dos Deputados e que a escritura sagrada está sendo “honrada e respeitada” na Casa.

“Graças a Deus que nós brasileiros escapamos desse tipo de governo e precisamos lutar para que nunca mais volte até porque o Brasil é um país onde nós temos a liberdade religiosa, temos os símbolos religiosos que são respeitados. Aqui, no plenário desta Câmara, onde estou agora na mesa diretora da Câmara dos Deputados, nós temos aqui a bíblia presente. A bíblia que é a palavra de Deus, que aqui está sendo honrada e respeitada, embora algumas pessoas não concordem, não aceitem, mas ela está respaldada por lei e vai continuar”, declarou por meio de vídeo divulgado em seu Facebook.

##RECOMENDA##

O parlamentar falou que na Bolívia está acontecendo “o absurdo da perseguição religiosa”. “Uma decisão que está sendo tomada na Bolívia, nessa república esquerdopata bolivariana, que busca atingir as instituições religiosas. Por incrível que pareça, querem criminalizar qualquer pessoa que convide alguém para participar de uma organização religiosa e com uma pena de 7 até 12 anos. Isso é um absurdo”.

Eurico ainda disse que esperava que algumas pessoas, sem citar nomes, não queiram copiar essas ideias para o Brasil. “Aí vai um aviso: se alguém tentar fazer isso, nós lutaremos aqui para defender a bíblia, a palavra de Deus. Defender as instituições religiosas porque nós estamos como representantes delas aqui. Estamos como representantes do povo de Deus. Saibam disso”, frisou.

“Eles tentam calar a voz, tentam parar a marcha das igrejas, mas não vão conseguir porque quem está conosco é maior do que quem está com eles. O Brasil pertence ao senhor Jesus e você meu irmão, minha irmã, pode contar conosco. Estaremos aqui, aguerridos, como soldados em batalha lutando em favor desses princípios”, avisou.

Apesar de falar que a bíblia é honrada na Câmara, em novembro do ano passado, o Pastor Eurico chegou a dizer que “lamentavelmente” algumas lideranças se corrompem, inclusive no segmento evangélico. Na ocasião, ele se referia à votação da denúncia envolvendo o presidente Michel Temer (PMDB).

Perseguição religiosa

O deputado federal Marco Feliciano (PSC) também se pronunciou sobre o assunto em vídeo publicado no Facebook. “O líder comunista, amigo dos camaradas Fidel Castro, Hugo Chaves, Lula da Silva e José Dirceu, Evo Morales, que tentam se perpetuar no poder através de maracutaias legislativas diante da reação contraria da igreja cristã, em particular as evangélicas, propõe agora uma total quebra dos princípios constitucionais", criticou. 

Segundo Feliciano, católicos e evangélicos estão se unindo. “Vou solicitar à mesa da Câmara dos Deputados que oficie as autoridades diplomáticas para que pressione o governo de Evo Morales para que cesse à perseguição religiosa e reveja as mudanças na legislação”.

 Ele ainda disse que ia pedir a Deus para que ajude os cristãos bolivianos. “Acordem, cristãos. O mau vem com sapatinhos de algodão, sorrateiramente vem entrando em nossas casas, escolas, governo e para isso é preciso resistir. Que a Bolívia seja livre para que o evangelho seja pregado porque a liberdade de culto é algo que há dentro do ser humano como um dos seus maiores direitos individuais. Lá não podemos interferir a não ser com nossas orações, mas aqui no Brasil, esses governos que passaram e querem voltar, a intenção deles é fazer aqui a mesma coisa e nós não vamos deixar fazer”.  

 

Em artigo publicado na Folha de S.Paulo, o humorista Gregório Duvivier rebateu as críticas do deputado federal Marco Feliciano (PSC) sem tocar no nome do parlamentar. O artigo vem junto com uma arte escrita: “Jesus não te ama, pastor corrupto”. A confusão começou após o humorista publicar um texto no mesmo jornal, na semana passada, no qual afirmou que Jesus era “um líder comunista” e “defensor de bandido e da prostituição”. 

Feliciano se mostrou furioso com a declaração e, através de um vídeo, detonou Gregório afirmando que ele era covarde, subversivo, arruaceiro e ativista ateu. “Falastrão atrás de uma câmera ou em seu canalzinho particular onde ele adestra mentes despreparadas ou no silêncio do seu quartinho onde ele redige insanas palavras para o folhetim comunista Folha de S. Paulo”, disparou.

##RECOMENDA##

Ao se defender, Duvivier disse que o deputado convocou a família brasileira a demonstrar seu ódio contra ele. “Sim, pra muita gente, Jesus é uma espécie de genocida rancoroso que não suporta ouvir uma piada e sai matando geral, até quem já morreu. Não sei de onde tiraram isso. Procurei no Novo Testamento, mas não achei nenhuma menção de Jesus ao destino dos humoristas. "O palhaço que me vier de gracinha", disse Jesus na montanha, "se encontrará comigo na porta dos céus com uma AR-15”, escreveu. 

“Que Deus pequeno, esse de vocês. Um Deus que se incomoda com piada, um Deus que fica chateado quando vocês transam, um Deus que se importa com o que vocês vestem, isso não é um Deus, isso é um síndico que mora no andar de baixo. Muitos perguntaram: "por que você não faz piada com Maomé?". Bom, não sei nem por onde começar. Nunca nenhum muçulmano bateu na minha porta perguntando se eu conheço a palavra de Maomé, nunca vi se formar uma bancada muçulmana no Congresso brasileiro, nunca vi alguém por lá legislando de acordo com o Alcorão, nunca vi minha cidade ser governada por um aiatolá”, expôs em outra parte do texto publicado no jornal.

Duvivier, no final do artigo, desejou um feliz 2018. “E lembrem-se: é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um pastor corrupto entrar no reino dos céus”, pontuou. 

Guilherme de Pádua anunciou no seu Instagram pessoal que se tornou pastor de uma igreja evangélica em Belo Horizonte. O ex-ator, de 48 anos, está convertido há 15 anos, desde 2002, um ano após deixar a prisão onde cumpria pena pelo assassinato de Daniella Perez, cometido em 1992, junto com sua ex-mulher, Paula Thomaz.

Pádua, que atualmente é casado com Juliana Lacerda, sua terceira esposa, e é formado em teologia, comemorou a conquista: “Obrigado Senhor, pela honra te participar da tua obra”, escreveu ele em uma foto da sua formatura, realizada no dia 2 de dezembro.

##RECOMENDA##

Sua mulher também celebrou a mudança. "Enfim, agora Pastor Guilherme! Ele esperou mais que 15 anos para que esse dia chegasse, mas como nós dizemos, tudo no tempo do Senhor. Chegou o seu tempo meu amor", escreveu ela. 

[@#video#@]

O deputado federal Pastor Eurico (PHS) fez uma declaração, durante comissão especial que analisava a possibilidade de licença-maternidade especial para bebês prematuros, em tom incisivo ao falar sobre aborto. “Defender aborto é uma ação, gostem ou não gostem, aceitem ou não aceitem, satânica, diabólica, destruidora e de espírito de matança de crianças”, disparou.

Pastor Eurico disse que a vida existe desde a fecundação. “A vida, para nós que não defendemos o aborto, existe desde a concepção. Houve a fecundação, é vida. Acabou. Não vem com outra conversa. Não vamos aceitar isso não tem nada a ver com religião coisa nenhuma, isso é posição. E dizer que as mulheres do Brasil são favoráveis isso é mentira. O Brasil não defende aborto”. 

##RECOMENDA##

O parlamentar, com um objeto na mão em formato de um feto, falou que o mesmo não tem direito de defesa. “É um miserável. Gente, por favor, onde está o amor pelas mulheres e onde fica o amor pelas crianças? Nós queremos o bem das mulheres, não somos favoráveis a essa destruição em massa de inocentes. Respeitamos a todos. Exigimos respeito de cada um. Que as crianças possam ser protegidas desde a sua fecundação”, ressaltou. 

“Sou qualificado como fundamentalista, mas hoje fui promovido para insano, doido, débil mental e sem juízo. Se defender a vida é ser insano, eu quero morrer insano. Se defender as mulheres na sua essência como nós defendemos é ser insano, eu vou morrer insano”, declarou.

O deputado ainda falou que é um “absurdo” o que algumas novelas retratam. “Uma das personagens orienta o seu filho espancar uma mulher, forçar ela a atender os seus caprichos em nome de um jogo financeiro. Cadê as mulheres que defendem as mulheres?”, indagou. 

 

O pastor da pequena igreja do Texas onde um homem cometeu um dos piores ataques com arma de fogo da história recente dos Estados Unidos quer demolir o edifício para construir em seu lugar um monumento em homenagem às vítimas, revelou um responsável nesta quinta-feira (9).

O pastor Frank Pomeroy, cuja filha de 14 anos, Annabelle, está entre as vítimas do massacre de domingo na igreja batista de Sutherland Springs, falou a seus superiores sobre este desejo.

Retomar o serviço religioso na pequena igreja rural seria "emocional e fisicamente impossível", disse à AFP Robert Oldham, da Southern Baptist Convention, que agrupa essas igrejas cristãs.

"A igreja ainda não tomou uma decisão" sobre a petição do pastor, informou Oldham.

Pomeroy estava viajando quando Devin Patrick Kelley entrou na igreja para matar metodicamente 25 pessoas, incluindo uma mulher grávida, e ferir outras 20. As autoridades locais decidiram contabilizar o bebê que estava para nascer em seu balanço oficial de 26 mortos. Kelley se matou, segundo a polícia.

As igrejas batistas de todo o país ofereceram ajuda e doações financeiras, enquanto o vice-presidente americano Mike Pence visitou Sutherland Springs na noite de quarta-feira.

"Estou aqui como vice-presidente para ter certeza de que todos os recursos dos Estados Unidos serão considerados", disse Pence. "O povo americano está com vocês".

Imagens de um culto transmitido ao vivo pelo Facebook registraram um homem subindo no púlpito com uma faca e ameaçando esfaquear o pastor. O caso aconteceu no domingo (5), na igreja "O Brasil Para Cristo", em Tatuí, cidade localizada a 130 quilômetros de São Paulo.

No vídeo, o homem de 26 anos sobe calmamente no púlpito e tira uma faca de sua cintura enquanto caminha em direção ao pastor. Assustados, os fiéis gritam e o pastor consegue se virar a tempo de evitar o ataque. Ele começa a repetir para o agressor: "o sangue de Jesus tem poder", até que um fiel consegue imobilizar o homem pelas costas e jogá-lo no chão.

##RECOMENDA##

Logo depois, o pastor comemora: "aleluia, glória a Deus". A polícia foi acionada e levou o homem à delegacia. O rapaz, não identificado, disse que não tinha nada contra o pastor, mas não gostou de seu louvor. Ele assinou um termo circunstanciado de lesão corporal e foi liberado.

[@#video#@]

O deputado federal Pastor Eurico (PHS), que é membro da bancada evangélica da Câmara dos Deputados, alfinetou os próprios colegas ao falar sobre a votação da denúncia envolvendo o presidente Michel Temer (PMDB). “Lamentavelmente algumas lideranças se corromperam, inclusive no segmento evangélico, e a prova é a votação da segunda denúncia contra Temer. A base não queria que ela fosse rejeitada”. 

O pernambucano contou que existe uma divisão na Frente Parlamentar Evangélica (FPE). O deputado falou sobre “o preço a ser pago” por fazer parte de um grupo dos parlamentares que tiveram “coerência”. “Eu sempre voto de acordo com a minha consciência, dento dos princípios que norteiam os nossos valores cristãos”, assegurou em entrevista ao portal Gospel Prime. 

##RECOMENDA##

“Fico preocupado e lamento por aqueles que têm se dobrado aos caprichos e cedido às oferendas. A sociedade tem visto que as coisas tendem a ir por um caminho ruim. Se cumpre aquilo que dizem alguns, tornam-se todos farinha do mesmo saco. Respeito as posições contrárias, mas é bom termos cuidado. A população e a mídia estão aí divulgando [os votos]”, alertou Eurico. 

O pastor salientou que não se intimida por ter sido a favor do afastamento de Temer e rebateu uma suposta declaração do deputado Darcísio Perondi (PMDB), que segundo Eurico, falou que os que ficaram contra o presidente deverão ficar a “pão e água”. 

“Esse elemento [Perondi], falando em nome do governo Temer, nos ameaça dizendo que aqueles que votaram contra devem ficar a pão e água. Bem, se fazer o que é correto, buscar manter a nossa linha como verdadeiros cristãos, então viveremos a pão e água. Uma coisa é certa: Deus cuidará de nós”. 

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando